Syngenta é parceira da Herdade do Pinheiro no incremento da Biodiversidade

A Herdade do Pinheiro é uma das sociedades agrícolas portuguesas aderentes ao Operation Pollinator da Syngenta, um projeto que visa a criação de habitats favoráveis ao desenvolvimento e
fixação de insetos polinizadores.

Na manhã de terça-feira, 20 de Junho, realizou-se uma visita técnica à Herdade do Pinheiro para balanço das ações já implementadas e preparação dos próximos passos do projeto.IMG_7568Quando aderiu ao projeto Operation Pollinator, Stephanie Gicot, administradora da Herdade do Pinheiro, não imaginava a riqueza de insetos polinizadores e de fauna auxiliar que alberga a sua exploração agroflorestal, composta por 3.600 hectares de floresta mediterrânica (montado, pinheiros e azinheiras) e localizada junto às margens do Estuário do Sado.
O relatório do primeiro ano de implementação do projeto, que teve início em 2016, foi uma total e agradável surpresa. Após a sementeira de 10 hectares de margens funcionais, compostas por uma mistura de espécies herbáceas selecionadas pela Syngenta e pela Fertiprado, foram detetadas na Herdade do Pinheiro 160 espécies de insetos polinizadores, 72 espécies predadoras e/ou parasitas de possíveis espécies prejudiciais (pragas) e pelo menos 12 espécies de insetos referenciadas pela primeira vez em Portugal.

IMG_7585IMG_7581
«Não imaginávamos que tínhamos na Herdade tantos polinizadores e menos ainda que albergamos 12 espécies de insetos referenciadas pela primeira vez em Portugal», afirma Stephanie Gicot, acrescentando: «na Herdade do Pinheiro temos uma alma de protetores da Natureza. Preocupa-nos o declínio dos insetos polinizadores a nível mundial e pensamos que é um problema que diz respeito a todos. Enquanto agricultores conscientes que somos, acreditamos que tudo o que possamos fazer para ajudar a incrementar a biodiversidade e atrair os insetos polinizadores é positivo. É uma situação win-win entre agricultura e ambiente».

IMG_7534Oscar Aguado, um reconhecido Entomologista espanhol que colabora com a Syngenta na monitorização das espécies de insetos no âmbito do Operation Pollinator, mostra-se ele próprio surpreendido: «o potencial desta exploração agroflorestal para a conservação e estudo da Biodiversidade é realmente elevado. Esta propriedade é a de maior interesse das estudadas até agora na Península Ibérica no âmbito do Operation Pollinator», conclui.

Por parte da Syngenta, Francisco García-Verde, responsável de Sustentabilidade, explica que «o Operation Pollinator está a ser abraçado por pequenas e grandes empresas, como a Herdade do Pinheiro, tal como por associações de agricultores e por entidades científicas que têm como desafio central o incremento da biodiversidade».

IMG_7517

IMG_7557

Por parte da Syngenta, Francisco García-Verde, responsável de Sustentabilidade, explica que «o Operation Pollinator está a ser abraçado por pequenas e grandes empresas, como a Herdade do Pinheiro, tal como por associações de agricultores e por entidades científicas que têm como desafio central o incremento da biodiversidade».

Em Portugal, o Operation Pollinator está também implementado noutras quintas, como por exemplo, a Sogrape, a Estação Agrária de Viseu, a Quinta da Cholda, na Golegã, e a Quinta dos Cativos, em Odemira.

O aumento das margens funcionais ou biodiversas é um dos 6 compromissos para uma agricultura mais sustentável assumido no The Good Growth Plan adotado pela Syngenta com a ajuda de cada vez mais entidades e empresas do setor agroalimentar.

Mais informação:
Operation Pollinator
The Good Growth Plan

 

Dejar un comentario